sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Uma na Mente


Em nossa mente as vezes residem sonhos,
mas as vezes, mesmo um sonho nos mente.
.
Mente o presente sobre a promessa do passado.

Mente o dia que não conta da noite e a noite que se
prepara
para o proximo dia, mas não somente a mente
repara
mas tambem o coração que nada disso entende.
E menos ainda entende o coração, porque mentem-lhe

a lua, a vida, os amigos, o irmão.

.
Porque não olham para aquele ponto?
Aquele que haviamos todos sonhado.

..
Sentimentos não podem as vezes ser explicados,
podem apenas ser percebidos individualmente

Acho ainda que o nome disso deve ser dor

pois parece com isso que falam os poetas

.
Não ha conclusão em minha mente

nem ao menos meu olho esta bom,

so existe aquele buraco vazio,
onde
eu tomei uma mordida.
.

3 comentários:

dana paulinelli disse...

Gostei! Mordida no vazio, muito bom!

Cajadomatic disse...

hum, achei que tinha descrito uma decorrencia, depois da virgula. Segundo um amigo meu, os sentimentos tambem mentem :o)
Obrigado pelo comentario
abs

dana paulinelli disse...

Não, não, vc está certo na tua análise.
Uma decorrência depois da vírgula (ponto.). Perfeito.
Eu que quis brincar com teu txt.
Abraço.